Mar, ilha e terra.


Foi assim, saímos de Natal no sábado pela manhã e como já era previsto tudo muito calmo, risadas e um bom vento nos esperando do lado de fora do rio. Mas derrepente os risos e as piadas foram substituidas pelo famoso barulho do chuaaaa, chuaaaaa e mais chuaaaaaaaa.

Então eu disse, vou dormir, ai ouvi também alguém dizer vou para o quarto… ah algumas risadas de Lúcia e pronto, só estava o Eduardo Zanella no comando e eu deitado por lá.

Como dizem, existem muitas formas de marear e a minha como já é bem conhecida, venho o sono. E põe sono nisso, foram 17 horas de um calmo e profundo soninho de bebe, que resultou na minha melhora.

Quando acordei, entrei na rotina do barco. Foram turnos de comenado alternados entre eu, Eduardo Zanella, Comandante Cotonete e o Guilherme (primo do Edu).

O vento de polpa nos colocou numa situação facil de navegar, e assim foi até Fortaleza, com ventos de 7 a 9 nós. Dai por diante, veio uma calmaria que me deixou assustado. Imagine ventos de 3 a 5 nós, e nada a milhas de distância. Entendi por que muitos velejadores dizem que o melhor é o vento forte do que a calmaria, pois eu fiquei perdido no barco, sem saber o que fazer. Por mais que hora ou outra rolasse um DVD, muita comida e boas conversas, a calmaria é algo que incomoda e muito o velejador.

Enfim, motoramos por 4 dias, e ai conseguimos voltar aos nossos 7 e 8 nós de velocidade, mas um detalhe não pode faltar, a correntes ajudam muito nessas horas e o barco só teve este bom desempenho no motor, pois na carta piloto achamos os canais de correntes marítimas com até 3 nós de velocidade.

Dai chegamos ao nosso primeiro porto seguro, as ilhas de Salut (Îles du Salut), mas essa história ficará para outro post!

Anúncios

6 Comentários»

  papodevelejador wrote @

Ta fraco , a curiosidade é grande pra ficar so nessas informações.
Bota mais coisa nesse blog, e manda o Nelson turbinar o Diario do Avoante tambem.
Um abração pra todos e otimos ventos e nenhuma calmaria,porque calmaria é brabo.

  bcarratu wrote @

Pode deixar, ainda hoje eu posto mais novidades.

  lucia saraiva wrote @

Valeu Bira, adorei as notícias, uma ótima velejada pra vcs e muitos bons ventos
Beijos
Lucia

  bcarratu wrote @

Lucia, saudades! A trip esta ótima e voltaremos com muitas novidades

  Sacha Lidice wrote @

Muito bom saber noticias tão poeticamente narradas. Só você mesmo, Bira!!! Um abraço

  Há 1 anos atrás « Velejar wrote @

[…] 10/09/2012 às 12:10 pm · Arquivado em Fatos and tagged: resumo viagem caribe trinidad tobago mormaii catamaran catamarã Existem algumas coisas que marcam nossas vidas. A minha primeira e grande velejada foi marcada por ótimos momentos com os amigos Nelson, Lúcia, Eduardo e Guilherme que eu acabei escrevendo e compartilhando com todos vocês, meus amigos. Para relembrar um pouco de uma viagem inesquecível que completa 1 ano, selecionei os links e publiquei aqui.Sobre o barco: http://migre.me/aDOrnSaída de Natal: http://migre.me/aDOqQ Primeira parada: http://migre.me/aDOo5 Mar, Ilha e Terra: http://migre.me/aDOni […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: